Projecto LTER PORTUGAL

A SPECO está a desenvolver o Projecto LTER em Portugal. Este projecto seleccionará sítios portugueses que possam vir a integrar a rede europeia de sítios LTER e será desenvolvido no âmbito da Península Ibérica em estreita colaboração com a Associação Espanhola de Ecologia Terrestre.

Este projecto é apoiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia.



O que é a rede LTER?

A rede LTER, designação abreviada de “Long-Term Ecological Research”, é uma rede de sítios, numa ampla escala espacial, onde se pratica investigação ecológica de longo prazo, tendo como principais objectivos armazenar dados relevantes em ecologia, estabelecer contactos entre instituições e investigadores que desenvolvem estudos em ecologia e promover a permuta do conhecimento. Esta rede organizada de sítios LTER surge pela primeira vez nos Estados Unidos na década de 80, desenvolvendo-se mais tarde uma rede internacional e, mais recentemente, a rede Europeia de sítios LTER.

Os sítios LTER podem ser acedidos através de redes construídas a três níveis: ILTER (a rede LTER internacional), LTER-Europe (a rede LTER Europeia) e LTER (Estados Unidos).

No contexto nacional a SPECO pretende implementar os sítios LTER Portugal, que irão numa segunda fase integrar uma rede Ibérica, a definir em estreita colaboração com a Associação Espanhola de Ecologia Terrestre, e que por sua vez serão parte integrante da rede LTER Europeia já existente.



Projecto LTER Portugal

Desde Outubro de 2003, a SPECO tem vindo a desenvolver iniciativas no sentido de criar a rede LTER em Portugal, tendo ainda iniciado contactos com Espanha, no sentido de criar sinergias e atender à complementaridade dos sítios que venham a integrar a futura rede LTER Ibérica.

Nesse mesmo ano, a SPECO promoveu um workshop sobre a importância dos sítios LTER e a implementação da rede Europeia LTER , que contou com a participação do Prof. Dr. F. Catarino (FCUL) como moderador. Os oradores, que actuaram igualmente como facilitadores da discussão foram: Prof. Dr. M. R. Paiva (SPECO), Prof. Dr. F. Valladares (AEET), Prof. Dr. J. S. Pereira (ISA/UTL), Prof. Dr. J. C. Marques (DZ/UC), Prof. Dr. V. Garcia (UA) e Prof. Dr. R. Waide (LTER Network/USA).

São de destacar alguns dos assuntos focados no referido workshop e as respectivas conclusões :

  • A importância dos sítios LTER ao permitirem observações continuadas nas análises de processos complexos dos ecossistemas, sendo por vezes possível observar, em paralelo, diferentes estados de um mesmo sistema, que permitem o estudo da sua evolução temporal.
  • Os objectivos da rede LTER, entre os quais, se destacou a detecção das presentes alterações climáticas, de padrões de uso do solo e de efeitos resultantes da intervenção humana.
  • Identificação de alguns critérios para a selecção dos locais que integrarão a rede LTER, tais como a existência prévia de uma série temporal de dados, abrangendo múltiplos parâmetros, as características de unicidade e/ou representatividade dos ecossistemas seleccionados, e a potencialidade de obter apoios, logístico e financeiro, a longo prazo.
  • A importância de se proceder atempadamente ao delineamento de metodologias que permitam maximizar o valor da futura rede, bem como garantir análises comparativas tanto entre locais, como entre processos.
A implementação da rede LTER em Espanha encontra-se na fase de angariação de financiamentos e de compilação e delineamento de uma meta-base de dados em particular para alguns sistemas florestais que dispõem de séries temporais de dados.



A SPECO e Projecto LTER Portugal

O principal objectivo do programa LTER Portugal consiste em seleccionar uma rede de sítios LTER ao nível nacional, a serem classificados como sítios LTER da Península Ibérica, em estreita colaboração com Espanha, e integrados numa rede mais ampla e de expressão Europeia, a rede LTER-Europe.

A fase de implementação do programa está a ser desenvolvida nas seguintes etapas:

  • Recolha de informação relativa à implementação de redes LTER a nível internacional, nomeadamente em Espanha, e estabelecimento de contactos internacionais.
  • Estabelecimento de contactos com investigadores que desenvolvem investigação ecológica em Portugal e Espanha
  • Criação de uma base de dados relativos à investigação ecológica desenvolvida em Portugal: instituições, investigadores, projectos desenvolvidos, áreas geográficas de intervenção, principais resultados e previsão de continuidade
  • Desenvolvimento de critérios para a selecção de áreas a integrar a rede LTER em Portugal
  • Estabelecimento de contactos com instituições e autarquias, visando uma análise de viabilidade a longo prazo .
Para o desenvolvimento deste projecto, a SPECO conta com o empenhamento da Direcção, a colaboração de alguns dos seus associados, e o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia através de uma bolsa de Gestão de Ciência e Tecnologia. É objectivo principal desta bolsa promover a implementação da rede LTER nacional dar apoio à gestão desta organização não governamental.

Para mais informações relacionadas com o programa LTER Portugal, é favor contactar:

Luis Gaspar
SPECO - Sociedade Portuguesa de Ecologia
FCUL, Campo Grande, Bloco C4, Piso 1, sala 10
1749-016 Lisboa
Tel/Fax: +351 217500439
e-mail: speco@fc.ul.pt

Margarida Santos Reis
Vice-Presidente da SPECO
CBA / FCUL, Campo Grande, Bloco C4, Piso 1
1749-016 Lisboa
Tel/Fax: +351 217500000 ext 24146
e-mail: mmreis@fc.ul.pt



A rede ILTER

Em 1993 é criado o programa ILTER, International Long Term Ecological Research Network , a partir dos esforços desenvolvidos pela rede LTER Estados Unidos ao promover ligações com outros países interessados. Actualmente esta rede conta com a participação de cerca de 30 países, através dos respectivos LTER nacionais.

O ILTER consiste numa rede mundial que congrega redes de informação sobre Investigação e monitorização em ecologia, incluindo a dimensão humana, de forma multi e interdisciplinar. O desenvolvimento desta rede permite ter uma visão global da investigação em ecologia, através da comunicação, permuta de informação e acesso a bases de dados desenvolvidas a nível mundial.

A rede ILTER tem como missão proporcionar à comunidade científica, aos decisores e à sociedade em geral, informação científica relevante, sobre processos ecológicos de longo prazo e ampla escala espacial , necessária para a conservação, protecção e gestão dos ecossistemas locais, regionais e globais, a sua biodiversidade e os serviços desenvolvidos.

Para mais informações sobre o ILTER: http://www.ilternet.edu/



LTER-Europe

Em 2003 é criada a rede de sítios LTER na Europa (LTER-Europe ou Long-term Ecosystem Research network ) na sequência de esforços desenvolvidos pelo programa NoLIMITS e da constatação, por parte do meio científico, da necessidade de existir uma rede de expressão pan-Europeia sobre a investigação em ecologia de longo prazo e ampla escala espacial. Actualmente a rede Europeia é constituída por cerca de 24 países representados através das suas actividades e respectivas redes LTER nacionais.

Sendo a característica principal do LTER a sua abordagem de longo prazo, isto significa, por um lado e em termos de monitorização, construir séries temporais de bases de dados, através da recolha de informação em intervalos regulares, usando métodos consistentes. A investigação de longo prazo, por seu lado, permite desenvolver projectos de longa duração, por reconhecer as limitações inerentes aos projectos de investigação de curta duração (p. ex. 3 anos), típicos do actual sistema de funcionamento da política de investigação nacional. Os sítios LTER são portanto frequentemente bem equipados com instrumentos e outras facilidades que permitam apoiar uma investigação e monitorização de longo prazo. Esta abordagem acontece em sítios definidos e envolve tanto a investigação como a monitorização de uma série de variáveis.

A investigação de longo prazo de ecossistemas é essencial para melhor perceber como funcionam os ecossistemas e poder dar resposta a questões relacionadas com alterações ambientais.

A acessibilidade aos dados produzidos pelos sítios através da rede LTER permite, além da detecção de alterações no ambiente, complementar projectos de curto prazo e sustentar a tomada de decisões políticas baseadas em informação científica relevante.

Para mais informações: http://www.lter-europe.ceh.ac.uk/index.htm



LTER Estados Unidos

A criação de uma rede LTER (Long Term Ecological Research Network) surge pela primeira vez nos Estados Unidos por volta de 1980, através dum programa financiado pela Fundação Nacional da Ciência, com o intuito de apoiar a investigação de longo prazo e ampla escala espacial de fenómenos ecológicos nesse país.

Esta rede enquadra um esforço conjunto de investigadores devotados à investigação de processos ecológicos de longo prazo e ampla escala espacial.

Actualmente a rede LTER americana envolve mais de 1800 cientistas e estudantes , e integra cerca de 26 sítios e a investigação neles desenvolvida. Cada sítio representa um ecossistema único e uma determinada abordagem de investigação, contando com a participação de investigadores, estudantes e gestores de sistemas. O sítio faz parte de um todo, através da rede, partilhando conhecimento, informação e uma missão comum.

O programa LTER Estados Unidos possibilita a cada cientista, estudante, educador e público em geral, uma vasta compreensão dos fenómenos ecológicos através do acesso à base de dados, que permite o cruzamento, a comparação e a troca de dados analisados e a disponibilização de informação sintetizada.

A título de exemplo, a rede LTER disponibiliza informação sintetizada de assuntos como as alterações climáticas e a resposta do ecossistema, a normalização de métodos, as alterações globais, a produtividade primária, o processamento orgânico, os estudos de populações e o ciclo de nutrientes, entre outros.

Para mais informações: http://www.lternet.edu/



Tendências: de LTER para LTSER

Actualmente discute-se a possibilidade da investigação de longo prazo em ecologia, passar a incluir a análise da componente socio-económica e os impactos das alterações ambientais na sociedade, assumindo o LTER uma nova dimensão, a LTSER, investigação socio-ecológica de longo prazo.
     Copyright © 2010 SPECO. Todos os direitos reservados.
 
produzido por